-->

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Terceira fase do modernismo no Brasil

Contexto Histórico e Cultural

O século XX, como um todo, foi repleto de conflitos e guerras armadas - como as Guerras Mundiais - e ideológicas - como a Guerra Fria. Em paralelo, houve o desenvolvimento de novas tecnologias, o avanço do conhecimento científico e o que nos interessa, nesse momento, uma mudança nas formas de representar a realidade através da arte.

Tratando do Modernismo no Brasil, esses eventos globais também foram importantes.

Trata-se uma propaganda conjunta entre Itália, Alemanha e Japão.Em 1945 houve o término da 2° Guerra Mundial. Didaticamente, 1945 é definido propositadamente como ano que tem início a terceira fase do modernismo no Brasil.

No final da 2ª Guerra Mundial, foram contabilizados milhões de mortos, principalmente na Europa, de onde o Brasil sofreu forte influência dos movimentos artísticos de vanguarda. Vários eventos são marcantes, como o holocausto, a queda de Hitler, o desenvolvimento das bombas atômicas e a retomada da exploração do látex no Acre.

Como bem explorado no livro As vanguardas artísticas, a produção artística do século XX está intimamente ligada às duas grandes guerras e aos valores e políticas que as motivaram. Os países centrais das guerras eram imperialistas e exploravam os países mais pobres. A guerra se deu entre as grandes potências econômicas porque todos queriam garantir mercados, matéria-prima, mão de obra barata e supremacia cultural. Tanto que os discursos propagados na época eram extremamente nacionalistas, como até hoje ainda são, e tentavam mostrar um país como especial diante de todo o mundo. Eram argumento assim que validavam a exploração de pessoas pobres em outros lugares do planeta, já que eram vistas como não cidadãos ou cidadãos de segunda classe.

Houve também a Guerra Fria, um conflito entre os pólos capitalista e o socialista, deixando no ar a ameaça de uma Guerra Nuclear que colocaria toda a humanidade em risco. Dá-se ai, o inicio de uma nova juventude, de uma nova forma de pensar e contestar. Essa oposição ao o que ocorre é feita também através de palavras, pois antes os jovens só eram reprimidos, suas opiniões eram tidas como imaturas, no entanto, quando houve necessidade, foram recrutados para a guerra e tratados como adultos.

No Brasil, há o início de um novo período de sua história. Esse é marcado pelo desenvolvimento econômico, pela democratização política - notável na Constituição de 1946 - e pelo surgimento de novas tendências artísticas e culturais.

Boa parte das influências da terceira fase do modernismo é europeia, mas para além disso, neste período histórico houve uma tentativa de dar contornos brasileiros à arte vinda do Velho Mundo - o continente europeu comumente é chamado de Velho Mundo, em comparação à América que foi conhecida depois. Na terceira fase, a arte no Brasil está melhor estruturada que na década de 1920 e já se relaciona melhor aos projetos de liberdade, igualdade e fraternidade da Idade Moderna.

A década de 1940 foi marcada pelo rádio. Era comum que as pessoas tivessem rádio em casa e o utilizassem como forma de entretenimento. Assim, a música comercial e as rádio novelas passaram a ter mais relevância na vida das pessoas.

Eis aqui o trecho de uma radionovela dos anos 1950, chamada O direito de nascer. É interessante notar que como não havia imagem, as falas eram construídas para levar o ouvinte a imaginar.



No que diz respeito à música pode-se citar nomes como Alberto Nepomuceno, Heitor Villa-Lobos (o estilo antropofágico na obra do músico é uma das características do modernismo) e Guiomar de Novais;

Na década seguinte, em 1950, Chateaubriand trouxe a televisão para o Brasil, fazendo com que os programas televisivos fizessem parte da vida dos brasileiros. O que também provoca mudanças.

No contexto político brasileiro, é importante apontar que em 1955 Juscelino Kubitschek foi eleito presidente do Brasil e posteriormente houve a construção da atual capital do Brasil, Brasília. O que estimulou a industrialização do Brasil. 

A industrialização da economia brasileira é importante para se compreender o contexto social. Neste período houve também um imenso êxodo rural, as pessoas saíram do sertão em direção às cidades. Esse evento marca o início um grande problema urbano no país.

Brasília, atualmente capital do Brasil. Cidade projetada por Oscar Niemeyer.
Brasília é uma cidade planejada e especialmente bonita. É a capital política do Brasil, embora tenha sua imagem comumente associada à corrupção, pode ser analisada como uma obra de arte. 

Mas arquitetura é arte?

"O que é arte?" é uma pergunta moderna. Se respondermos que sim, que a arquitetura é uma forma de arte, devemos considerar como um representante do movimento modernista da terceira fase o arquiteto Oscar Niemeyer, idealizou Brasília e tem obras espalhadas pelo país.

Memorial da América Latina, em São Paulo. Obra de Oscar Niemeyer.
Há outros notáveis artistas da terceira fase do modernismo no Brasil. Dentre vários outros, pode-se mencionar:

Nelson Rodrigues; e Ariano Suassuna no teatro; Nelson Rodrigues; Clarice Lispector; e Guimarães Rosa como cronistas; Lúcio Costa; e Oscar Niemeyer na arquitetura;

Focando na literatura, aqui incluindo teatrólogos e cronistas, fica evidente a tentativa de valorizar a cultura brasileira e o ser humano, envolto num contexto social, nas esferas pública e privada, e mesmo através da introspecção. Você pode escolher um autor e se aprofundar:


Estes são apenas alguns exemplos de artistas envolvidos no movimento. Alguns estudiosos consideram que a terceira fase do modernismo no Brasil teve um término, há autores que apontam o ano de 1960 e outros 1975.

Há ainda aqueles que veem o movimento ocorrendo até agora. Assim, a arte contemporânea, o que acontece no nosso tempo, está incluída neste movimento. A mudança do século XX para o século XXI não significou uma mudança significativa na maneira como a arte se faz. Esse ponto ainda pode ser melhor explorado.

Caso seja necessário, você ainda pode ler sobre as características literárias da 3ª fase do modernismo.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...